Crianças

Neste fim de semana aproveitei a criançada que estava no churrasco que fizemos em despedida ao um amigo e irmão que irá se casar e mudar.

Não pude deixar escapar a oportunidade de praticar. Foi muito legal. Algumas que achei que ficaram melhores você pode conferir abaixo:

Isabela - André M.S.

Isabela - André M.S.


Isabela - André M.S.

Isabela - André M.S.

Alegria - André M.S.

E por fim, um vídeo que montei com pequenas filmagens que capturei entre umas fotos e outras: http://vimeo.com/12162659

Ainda não descobri como colocar o vídeo aqui no wordpress… Algém sabe?

Vimeo

Nos últimos dias tenho visitado mais vezes o Vimeo. O Youtube tem aquela infinidade de vídeos sobre qualquer assunto. É, sem dúvida, uma ótima ferramenta/site. Mas, às vezes, pela imensa quantidade de conteúdo, fica difícil encontrar alguma coisa realmente boa para entreter. Acho que nas próximas linhas vai ficar mais fácil entender o que quero dizer.

No vimeo tenho encontrado ótimos “short Films” ou “curta-metragens” de surpreendente qualidade. Muitos deles foram feitos com câmeras fotográficas DSLR. O que acho muito bacana. É muito legal o que essas câmeras tem possibilitado às pessoas em geral. Hoje qualquer um com criatividade pode fazer vídeos de ótima qualidade. Um bom exemplo do que estou falando pode ser visto no vídeo Primavera. Neste vídeo, o autor Victor Novikov mostra a vida de um solitário robôzinho (Wall-e) comemorando alguns feriados. Foi muito bem feito.

Primavera - Victor Novikov

Outros exemplos são os vídeos Momentos e 3×3 produzidos pelo português Nuno Rocha. Muito bem produzidos, por sinal. Altíssima qualidade. Assistam.

Momentos - Nuno Rocha

3x3 - Nuno Rocha

Enfim, existem vários outros ótimos vídeos, curtas de qualidade para serem assistidos. Se você tem acesso à internet e não tem uma TV por assinatura, é mais um motivo pra assistir algo decente, não apelativo como as novelinhas que o povo gosta.

O começo

Chocolate - André M.S. 2010 ©

Um dos meu hobbies preferidos é a fotografia. Pretendo abordar bastante esse tema aqui.

Posso dizer que o início do meu interesse por fotografia se deu ao adquirir minha primeira câmera, a Samsung S630. Em matéria de qualidade de imagem a câmera é muito ruim. Somente em ambientes externos, com boa iluminação eu conseguia alguma foto legal, sem ruídos absurdos. Mas o fato daquela câmera ter várias funções manuais, como velocidade do obturador, abertura do diafragma, me fez querer saber o que eram aquelas coisas; e acabei gostando muito do que descobri. Isso foi em meados de 2007.

Somente quase 3 anos depois que pude, finalmente, adquiri um equipamento melhor. Hoje possuo uma Lumix FZ35, que me abriu muito mais possibilidades das quais muitas ainda estou por descobrir. Uma das coisas que eu não havia tido contato ainda, era o tal do RAW. Pra quem não sabe, RAW é como se fosse um negativo da fotografia, mas digital. É um arquivo gerado pela câmera que contem as informações da imagem capturada pelo sensor, que precisa ser revelado digitalmente. Com o RAW podemos recuperar mais da imagem do que o JPG gerado pela própria câmera. Porém, minha experiência com o RAW em ambientes pouco iluminados (teatro) não tem sido das melhores. A quantidade de ruído nas imagens com o ISO mais alto é absurda. Com o JPG, muito desse ruído é eliminado pela própria câmera. Tenho certeza que com câmeras “profissionais”, DSLRs, isso não deve acontecer. Mas com câmeras com o sensor pequeno, como a FZ35 e outras compactas(provavelmente), acontece.

Adoro tentar novas técnicas. Adoro gambiarras que dão um resultado legal. Pretendo publicar aqui as minhas neófitas experiências. Não sei ainda qual o objetivo deste blog. Só quero escrever alguma coisa. E se isso ajudar alguém, ótimo.

Rebecca

Rebecca - Por André M.S. 2010 ©